Sunrise in Lisbon – dedicated to ShivBaba who is the Sun of Knowledge

The site presents ShivBaba's Message and Knowledge in a simple and concise way. It contains links to the main website and sites in other languages.

Bom dia!

Uma breve introdução

Deus declarou no Shrimad Bhagawad Geeta que “Sempre que há degradação das religiões no mundo, eu desço na terra para punir os maus e proteger os bons” (Jab-Jab vishwa may dharma ki glani hoti hai toh dushton ko dand dene tatha sajjanon ki raksha karne ke liye mai srishti par aata hoon). Então pensem, será que a condição do mundo não se deteriorou tanto de forma a necessitar a incarnação divina de Deus na terra? Há fogo a arder em todo o lado no mundo. Nuns sítios é o fogo da luxúria e noutros é o fogo da raiva. Nuns sítios o homem está a destruir a natureza e em alguns locais, a natureza está a destruir o homem. Continuará o mundo a degradar-se assim? É possível a transformação do mundo?

Sim, é possível. Mas não através de seres humanos pecaminosos; mas através do purificador dos pecaminosos (patit paavan), sempre benfeitor (sada kalyaankaari), Pai Supremo Alma Suprema Deus Shiv, que tomou incarnação divina na Índia para transformar este inferno em paraíso está a fazer a tarefa da transformação do mundo através do ensinamento do Raja Yoga Fácil e Conhecimento Divino (ishwariya gyan) desde 1936-37 ao entrar num ser humano vulgar de forma incógnita. Mas tal como é descrito no Geeta que “pessoas ignorantes não conseguem reconhecer a Alma suprema que vem num corpo vulgar” (moodhmati log saadharan tan may aaye mujh Paramatma ko nahi pahchaan paatey). Então como é que eles reconhecerão? Porque todos os seres humanos se tornaram pecaminosos e viciosos ao tomar 84 nascimentos neste enorme ciclo do drama do mundo de 5000 anos. Enquanto a usar a mente e intelecto neste corpo que é como lama (mortal), o intelecto deles tornou-se como pedra(patthar buddhi) e inconsciente. Foi descrito no Geeta que “Shri Krishna, de forma a mostrar a sua forma universal a Arjuna, lhe concedeu visão divina”. Mas nem é a questão de um Arjuna nem Shri Krishna narrou os 18 capítulos do Geeta em linguagem Sanskrito sentado numa carruagem. Na verdade, a incorpórea Alma Suprema Shiv (nirakar paramatma Shiv) que é o pai de todas as almas, senta-se numa carruagem que é um corpo humano e explica os segredos do principio, meio e fim do mundo e ensina Conhecimento Divino e Rajyoga às almas que são como Arjuna, que são fazedores de esforços (arjan karne vaaley). Todos nós temos um direito sobre a Sua herança de conhecimento e eternas paz e prosperidade (sukh, shaanti). Deus ele próprio veio na terra para nos doar essa herança.A sua tarefa começou em 1936-37 na cidade de Hyderabad em Sindh província do Paquistão (que fazia na altura parte da Índia não dividida), quando a Alma Suprema Shiv causou as visões divinas do Vishnu de quatro braços a Dada Lekhraj, um famoso mercador de diamantes. Mas ele não conseguiu entender o significado destas visões divinas. Ele abordou os seus preceptores (gurus mundanos) pedindo clarificações. Mas como poderiam eles entender a peça de Deus? Ele foi pedir clarificações a famosos sábios (Hindu Pandits) de Varanasi. Mas lá ele encontrou também desapontamento. Em Varanasi ele continuou a ter visões divinas que ele pintava nas paredes situadas nas margens do rio Ganga (Ganges). Quando ninguém conseguia resolver o seu problema, então ele lembrou-se do seu sócio no negócio (Sevakram), cuja lealdade e honestidade o tinham impressionado tanto que ele lhe tinha delegado a responsabilidade da sua loja de diamantes em Calcutá. Assim, ele foi a Calcutá; mas em vez de narrar as visões divinas directamente ao seu sócio, ele primeiro narrou à mulher dele (do sócio). Nesta altura, o ponto de luz Shiv em parte entrou no corpo daquela senhora, e ouviu a descrição da visão divina por Dada Lekhraj e narrou exactamente o mesmo ao sócio de Dada Lekhraj. Neste processo de ouvir e narrar, a Alma Suprema Shiv estabeleceu a fundação para o caminho da devoção (bhaktimarg) através da mãe. Mas o sócio era também um ser humano vulgar. Como podia ele entender as cenas da peça de Deus? Assim, a Alma Suprema imediatamente entrou no corpo do sócio e explicou o significado das visões divinas que Dada Lekhraj teve, que “o velho mundo vai ser destruído e o novo mundo vai ser estabelecido em algum tempo”. Através deste processo de entender e explicar, (Deus) estabeleceu a fundação do caminho do conhecimento (Gyanmarg). Durante este período, outra senhora também estava presente. Shiv incorpóreo estabeleceu a fundação do caminho da família pura (Pavitra Pravrittimarg ou Grihasthamarg) ao dar nascimento divino a Dada Lekhraj e à outra senhora através da mãe corpórea (a senhora mais velha) e do pai (o sócio de Dada Lekhraj).

Esta família espiritual estabelecida por Deus, foi novamente transferida para Hyderabad, Sindh e mais tarde para Karachi onde, depois de se tornar o médium corpóreo de Deus Shiv por alguns anos, o sócio de Dada Lekhraj e a mãe mais velha e a outra senhora, morreram. A inteira responsabilidade do trabalho de Deus veio para os ombros de Dada Lekhraj Brahma, que tinha rendido a sua mente corpo e dinheiro a Deus assim que ele reconheceu o Pai. Consequentemente, a Alma Suprema continuou a tarefa da transformação do mundo através do corpo de Dada Lekhraj. Entretanto, esta família espiritual, que foi inicialmente chamada Om Mandali, ao ser transferida para Mount Abu (Rajasthan, India) depois da divisão da India, veio a ser conhecida como Prajapita Brahmakumari Ishwariya Vishwa Vidyalaya. Daí, o ensinamento de conhecimento e meditação (Rajyoga) comunicado por Deus começou a espalhar-se por todo o país e estrangeiro. A Alma Suprema Shiv deu o conhecimento primário ou básico da alma, Alma Suprema e do começo, meio e fim do ciclo do drama do mundo através de Dada Lekhraj (alias Brahma). Primeiro que tudo, ele deu o conhecimento de que nós não somos este corpo físico feito dos 5 elementos, ou seja. Terra, água, ar, fogo e éter; mas na verdade nós somos uma alma ponto de luz muito subtil. Tal como é necessário um condutor para conduzir um carro, da mesma forma a alma que é como um condutor, é necessário para conduzir este corpo que é como um carro. A alma luminosa como uma estrela, consiste de mente (man), intelecto (buddhi) e traços de personalidade (sanskar). A alma é sempre jovem, imortal e indestrutível; mas o corpo é perecível ou destrutível. Por exemplo, quando uma semente de manga é semeada, daí apenas cresce uma árvore de manga e produz mangas. Da mesma forma uma alma humana, apenas toma enascimento como um ser humano e não vai para outras espécies.Tal como nós somos almas pontos de luz, da mesma forma o nosso pai eterno, Alma Suprema Shiv é também uma alma como uma estrela; mas Ele á a Alma Suprema, i.e., infinito em todas as virtudes e poderes. Nós almas às vezes tornamo-nos puros e às vezes impuros; mas Ele é sempre puro. Portanto, o Seu nome de facto é Shiv i.e., benfeitor (o benevolente) (kalyaankaari). A Alma Suprema não é omnipresente (sarvavyaapi). Nem toma nascimento através do ventre da mãe, nem incarna em nenhum animal. Ele apenas entra no corpo de almas humanas vulgares para desempenhar o papel do estabelecimento, destruição e sustento (sthaapana, vinaash aur paalna). Portanto, Ele é chamado Trimurty Shiv. Nas escrituras, Shiv e Shankar foram misturados; mas o ponto de luz Shiv é diferente de Mahadev Shankar. A Alma Suprema Shiv e nós almas somos os residentes do mundo das almas (paramdham), que está situado para lá do universo, que consiste de sol, lua e as estrelas, de onde nós almas descemos para o palco do drama do mundo, adquirimos estes corpos que são como vestimentas e representamos o drama.Este drama do mundo é de 5000 anos no qual as almas humanas tomam até 84 nascimentos. Há 4 cenas das 4 idades neste drama do mundo em que cada idade consiste de 1250 anos. Entre elas, a Idade do Ouro (satyug) e a Idade da Prata (tretayug) são chamadas paraíso (swarg) e a Idade do Cobre (dwapuryug) e Idade do Ferro (kaliyug) são chamadas inferno (narak).

Todas as Almas humanas eram divindades no paraíso, que foi estabelecido há cerca de 5000 anos atrás., porque lá éramos completamente conscientes da alma., completamente virtuosos e puros. No paraíso havia apenas um reino, uma linguagem, uma religião (ek rajya, ek bhasha, ek dharma), i.e., a religião das divindades. Dado que éramos puros e felizes não havia necessidade de lembrar Deus. Mas a partir da Idade do Cobre, quando nos tornámos conscientes do corpo, então a tristeza e falta de paz começam. E as divindades, que agora são chamados Hindus, constroem templos e adoram o Shivling e os ídolos das divindades. Almas de vários pais religiosos chegam do mundo das almas e estabelecem as suas respectivas religiões. Estabelecimento do Islão por Abraham, e Cristianismo por Jesus Cristo, acontecem durante a Idade do Cobre. Numerosas seitas religiosas são estabelecidas na Idade do Ferro. Os seres humanos tornam-se completamente viciosos, corruptos e degradados (tamopradhan). Então a Alma Suprema Shiv ele próprio entra no corpo de Prajapita Brahma para purificar as almas impuras e ensina Conhecimento Divino e Rajayoga. O período da divina incarnação da Alma Suprema Shiv, que começou a partir de 1936-37, é chamado de Idade da Confluência (sangamyug), i.e., a confluência do final da Idade do Ferro e o início da Idade do Ouro Nesta Idade da Confluência, as almas humanas destroem os 5 vícios, viz. luxúria, raiva , ganância, apego e ego e ornam-se dotadas com todos os poderes uma vez mais.

Desta forma a tarefa espiritual da Ama Suprema acontecia em Mount Abu, mas a 18 de Janeiro de 1969, Dada Lekhraj (alias Brahma) faleceu subitamente. (cuja alma até hoje entra no corpo da Dadi Gulzar da organização Brahma Kumaries e narra as Avyakt Vanis). Mas a tarefa ilimitada da transformação do mundo não pode parar. Portanto, no ano de 1969 Deus novamente entrou na carruagem escolhida (permanente) que é o corpo do sócio de Dada Lekhraj no seu nascimento seguinte, e cuja revelação aconteceu em 1976 entre os que procuravam o conhecimento na Brahmakumari Vidyalaya em Delhi. A seguir, esta tarefa Divina acontece de forma incógnita a partir da vila de Kampila situada no distrito de Farrukhabad (U.P.).Kampila, uma antiga e dilapidada pequena aldeia, que hoje está apagada da memória da humanidade, é na verdade um local muito importante  sob o ponto de vista histórico e mitológico. Durante p período do épico Mahabharat, Kampila era a capital de um reino chamado Paanchaal.  Acredita-se que Draupadi, a filha de Drupad, o rei de Paanchaal, nasceu em Kampila. O altar sacrificial (yagya kund) do conhecimento a partir do qual se acredita que Draupadi tenha nascido, está situado em Kampila até hoje. Perto do altar sacrificial numa elevação, há uma ermida, que era onde o sábio Kapil Costumava fazer penitência. Dois famosos centros de peregrinação Jainistas i.e., o templo Digambar Jain, dedicado a Vimalnath Swamiji, o 13º Teerthankar dos Jainistas e o templo Shwetambar Jain estão também situados em Kampila. Além destes, há muitos templos antigos, que provam a importância histórica e religiosa de Kampila. Talvez seja por isso que Deus tenha também escolhido Kampila para a sua tarefa incógnita da transformação do mundo. A clarificação do intrínseco significado profundo das Murlies (i.e. flauta do conhecimento) narradas pelo Pai Supremo Shiva através de Dada Lekhraj em Mount Abu desde 1951 to 18 de Janeiro de 1969 está a ser dado através da final ( escolhida ) carruagem humana (que se chama Shankar baseado nas suas acções) do Shiva incorpóreo, que foi revelado em 1976. A clarificação dos 4 quadros (contendo os segredos do principio, meio e fim do mundo), preparados pela Alma Suprema através de Dada Lekhraj, está também a ser dada agora pela Alma Suprema através de Prajapita Brahma alias Shankar.

Por exemplo, no quadro da Trimurty Shiv, Brahma, Vishnu e Shankar são mostrados com o luminoso ponto de luz Shiv. Contudo neste quadro, Vishnu e Shankar são os mesmos como descrito nas escrituras mitológicas dos Hindus; mas a figura de Brahma foi substituída pela figura de Dada Lekhraj. Em relação a isto, a organização Brahmakumars dá a explicação de que a Alma Suprema Shiv começou a tarefa do estabelecimento do novo mundo através de Dada Lekhraj. Então ele foi mostrado no lugar de Brahma. Mas eles não sabem que tal como com Dada Lekhraj, através de que almas humanas é que Ele vai desempenhar a tarefa da destruição do velho mundo demoníaco e o sustento do mundo de divindades que está para vir.Através da carruagem escolhida de Shiva incorpóreo que foi revelada a partir de Kampila desde 1976, tem sido clarificado quem é que são as almas humanas através de quem a Alma Suprema está a desempenhar os papéis de estabelecimento, destruição e sustentação, i.e. quem é que está a desempenhar os papéis Brahma, Shankar e Vishnu respectivamente; quem são a mãe e o pai do mundo inteiro, através de quem o Pai Supremo Shiva dá a herança de paz e prosperidade eternas ao mundo inteiro e quem governará no mundo inteiro na forma de Imperador do Mundo Shri Narayan e Imperatriz do Mundo Shri Lakshmi (vishwa maharajan Shri Narayan aur vishwa maharani Shri Lakshmi). Como será o novo mundo que está para vir (paraíso ou Jannat), quem serão as duas primeiras folhas daquele mundo paradisíaco i.e. Shri Radha e  Shri Krishna? Da mesma forma, no conhecimento avançado dado por Deus Shiv desde 1976, foi-nos dito como acontece o ensaio de todo o drama do mundo de 5000 anos na Idade da Confluência. Quem é a semente da criação humana? Como é que todas as almas semente e as almas raiz (beejroopi va aadharmoort aatmayen) de todas as religiões recebem o verdadeiro conhecimento do Oceano de Conhecimento na Idade da Confluência e então estabelecem as suas respectivas religiões a partir da Idade do Cobre Como é que as almas humanas tomam o máximo de 84 nascimentos e como é que fundação da sua ascensão e queda acontece na Idade da Confluência. A Alma Suprema ele próprio ensina Rajyoga, i.e. o ensinamento de fazer rei dos reis e também dá o poder e a orientação face a face o que é mais elevado que o conhecimento. O objective com que Deus desceu nesta terra é unir as almas de todas as religiões no mesmo fio e restabelecer a antiga Religião das Divindades – Adi Sanatan Devi-Devata Dharma, que está quase extinta agora, e transformar os seres humanos em divindades. Cada homem Arjuna deveria desempenhar tais acções que se tornaria Narayan e cada mulher Draupadi deveria desempenhar tais acções que se tornaria Lakshmi (nar eise karma kare jo nar  Arjun se Narayan baney aur naari Draupadi eise karma kare jo Lakshmi baney). Há duas maneiras de atingir este objective – Conhecimento Divino e Rajayoga Fácil (sahaj rajyog, i.e. lembrança de Deus). O curso avançado deste conhecimento é dado livre de custos no centro de serviço espiritual baseado em Kampila (mini Madhuban) da Adhyatmik Ishwariya Vishwa Vidhyalaya e nos outros vários centros de serviço espiritual em vários estados e Geeta pathshalas (escolas do Geeta) espalhados por toda a Índia.

Com o advento da ciência, o homem tem usado cegamente fertilizantes químicos de forma a ganhar dinheiro rápido desde há muitas décadas. Apesar de estes fertilizantes artificiais aumentarem a produção; a poluição da mãe natureza e terra  continuam sem parar. Com o consumo da comida poluída, a humanidade tornou-se doente, mentalmente e fisicamente. Assim, como parte do processo de transformação do mundo começado por Deus Shiv, a experiência única de agricultura livre de químicos na lembrança de Deus está a ser levada a cabo nas quintas da AIVV situadas no Punjab-Haryana. Com o objectivo de realizar o principio de “Tal como a comida assim são os pensamentos” (jaisa ann, waisa man), criar colheitas livres de poluição espalhando vibrações puras no mundo, a AIVV começou agricultura sem fertilizantes químicos nos recentemente adquiridos terrenos agrícolas no sopé do Mount Shivalik para dar conhecimento Divino e permitir a prática de Rajayog nos seus Headquarters e ramos vários. O tomar destes grãos vai assegurar a saúde física e mental.Desta forma, a tarefa de purificar ambos a alma e a natureza, está a acontecer na AIVV. Vemos uma experiência única, os membros da AIVV estão eles próprios a cultivar as terras da quinta na lembrança de Deus, refrescando as memórias da antiga vida eremita , os residentes desta quinta desempenham penitência através da prática Karmayoga (lembrança de Deus enquanto desempenhando acções). Eles começam o seu dia de manhã cedo (Brahma muhoorth), e depois de ouvir o conhecimento divino e praticar meditação, eles ocupam-se em vários trabalhos relacionados com a quinta, na lembrança de Deus.Assim, também são bem vindos para experimentar a paz real, contentamento e pureza e tomarem conhecimento quanto ao papel incógnito do Pai Supremo Alma Suprema Shiv nos nossos Ashrams locais.